procurando, encontre

10 setembro, 2009

historieta I


Ele havia enviuvado quatro vezes. Ela, seis. Certo dia, no velório de um amigo em comum, se apaixonaram. Nem dois meses se passaram e estavam casados. Uma broa e um bule de café depois perceberam que não tinham nada em comum. Ela o achava ranzinza. Ele a percebia mal humorada. Tomaram uma decisão, precisavam se livrar um do outro. Ela fez aquele chazinho doce de camomila com cianureto para o maridinho. Ele preparou o chuveiro para a esposa tomar um delicioso banho quente e chocante. A mocinha que ajudava na limpeza chegou debaixo de chuva, toda encharcada. Ao encontrar o chá quentinho não teve dúvida, bebeu de golada. Ainda com frio correu para o chuveiro. Na pressa, escorregou naquele tapetinho felpudo que estava na frente do bidê e bateu com a cabeça no chão. Marido e mulher encontraram o banheiro todo vermelho e um corpo que jazia pálido. De alguma forma se sentiram culpados e uniram forças. Cavaram um buraco atrás da casa e ali plantaram a mocinha e um pé de figo. Daquele dia em diante se perceberam cúmplices e solidários. E envelheceram juntos sob a sombra da figueira.

Um comentário:

SOBERBA disse...

kkkkkkkkkkk!
Ótimo!
Enfim, destino de todos e todas, acabar bem velhinhos do lado de quem mais odeia e guardando um segredão de família...rsrs
Abraços,
Ricardo