procurando, encontre

01 março, 2010

sobre cães, livros e cinema.

no final do ano o lucas me apresentou ao daniel galera. quer dizer, não ao daniel, mas a sua obra. naquela época li 'cordilheira', da coleção 'amores expressos'. e adorei o livro. li como quem saboreia um prato delicioso. fui folheando devagar, apreciando os sabores exóticos e as cores diferentes que o livro ia me apresentando. fiquei ansioso pela próxima oportunidade de tomar contato com a obra do galera. não demorou. mas da segunda vez veio por um caminho meio torto. fui ao cinema assistir a pré-estreia de 'o amor segundo b. schianberg', do beto brant, filme que eu gostei bastante, e ao final havia um debate com a atriz e o beto. uma senhora da platéia disse que havia gostado do filme e que lembrava 'cão sem dono'. todos riram e beto assumiu que o filme também era dele. desejei então ver também este filme. e o lucas sempre usa uma camiseta dele. num fim de semana, fui almoçar com a ana e passamos na livraria cultura. na letra g da literatura brasileira encontrei o 'mãos de cavalo' e o 'até o dia em que o cão morreu', do galera. este último, livro que deu origem ao filme 'cão sem dono'. li num mergulho. suspirei ao final quase que no ritmo do sexo que as personagens curtiam. e finalmente neste final de semana assisti 'cão sem dono'. e vi o livro no filme. é claro que algumas partes não foram tão fiéis. senti falta principalmente da relação com o avô. mas quem ver apenas o filme não vai sentir falta. pra mergulhar de vez no galera, fica a dica do myspace do cara... musiquinhas instrumentais deliciosas, que me acompanharam enquanto eu escrevia esse post.

.galeria

Um comentário:

Laura Teixeira disse...

assisti cão sem dono quando saiu. gostei, mas não cheguei a ler o livro. agora fiquei com vontade de buscar mais sobre o galera.
gostei do seu blog rafa. sabe, sempre achei que vc fosse mais mineiro ou rondonense, nunca pensei que fosse paulistano! :)
também tô nessa saga, começar um vida, trabalho, etc. me identifiquei com suas palavras...
talvez a gente devesse conversar mais! :)
um beijo!