procurando, encontre

15 abril, 2010

o que seria dele

era tido como menino problema. tudo em sua mão virava destruição. pelo menos era assim que a psicóloga da escola, a professora e a mãe o viam. já havia quebrado janela dizendo que estava criando sistemas de ventilação. desmontado rádio para ver se dentro encontrava sonidos. plantado pacote de bolacha no quintal, cultivando na esperança de nascer um pé de trakinas. arrancado cabeças de bonecas e transplantado em um arranjo de flores artificiais.

certa manhã começou a andar com uma caixa de sapatos em baixo do braço e um caderninho no qual vivia desenhando. sua mãe começou a se preocupar quando ele tropeçou ao entrar correndo em casa e deixou cair um pouco de terra da caixa. durante a noite, enquanto ele dormia, resolveu investigar. entrou silenciosamente no quarto e logo avistou a tal caixa de sapatos. sobre a caixa estava o caderninho e meia dúzia de lápis de tamanhos variados. vagarosamente abriu a caixa e encontrou algo que não esperava, uma coleção de minhocas. sufocou um gritinho de nojo e susto e correu com o caderninho para fora do quarto. certificou-se de que o menino ainda dormia e começou a folhear o caderninho. encontrou croquis e descrições detalhadas. ideias de objetos malucos. coisas que voavam e misturavam pedaços de animais, minerais, madeira, computadores e controles remotos. no meio do caderninho, antes de uma série de páginas em branco, encontrou a reposta para a caixa de minhocas e os diferentes tipos de lápis. entre rascunhos e rabiscos estava escrito em caixa alta: 'PROJETO LAPINHOCA', seguido de observações que descreviam os procedimentos para a inserção de lápis no interior dos anelídeos. a mãe suspirou aliviada, esboçou um sorriso e teve certeza: seu filho teria uma vida criativa.

**a imagem que ilustra esse conto é de autoria de Leonardo Da Vinci

2 comentários:

Leco Vilela disse...

Belo conto!... Nostalgico, com cara de cidade do interior!... Acho que vários pedaços de Minas continuam em você né hehehhe

Beijos

Elizabete disse...

Puxa!!!! gostei... esse texto dá pra trabalhar com crianças em sala de aula... ia render muitos comentários,risos e desenhos interessantes... já pensou em escrever um livro de contos direcionado à crianças? claro que com ilustrações suas rsrs