procurando, encontre

26 fevereiro, 2013

Ayckbourn no Brasil


Não sei se sempre foi assim, mas tenho observado que os dramaturgos britânicos estão bastante presentes na cena teatral paulistana. E não falo apenas das diversas montagens de obras de Shakespeare, mas também de autores contemporâneos como Martin Crimp, Harold Pinter, Enda Walsh, Dennis Kelly e Alan Ayckbourn. Não tenho dúvidas de que a Cultura Inglesa e seu Festival anual tem responsabilidade por tornar acessíveis os autores ingleses. Em 2011, chegaram a dedicar um evento à obra de Sir Ayckbourn, considerado um dos mais populares da atualidade. As primeiras peças do dramaturgo, ainda na década de 1970, foram muito bem recebidas pela crítica e pelo público, mas durante um determinado período as coisas não foram bem assim, e ele chegou a declarar que não escreveria mais. Hoje possui setenta e sete peças escritas e produzidas em Scarborough e Londres. É o dramaturgo vivo mais encenado do mundo, com peças traduzidas para mais de 35 línguas.

Por aqui, tenho notícias da montagem de pelo menos sete peças: Afogando em terra firme, Isso é o que ela pensa, Pessoas absurdas, Assombrando Júlia, a trilogia Enquanto isso... (Na sala de jantar, Na sala de estar e No jardim), Tempo de comédia e A serpente no jardim. Conferi as quatro primeiras dessa lista, tendo sido conquistado especialmente por Isso é o que ela pensa, com Denise Weinberg no papel de Susan, personagem inspirada na mãe do dramaturgo. Outra obra muito conhecida por aqui é Medos privados em lugares públicos, eternizada no cinema por Alain Resnais, e que ficou em cartaz por três anos no saudoso Cine Belas Artes.

O ator e produtor Eduardo Muniz, que atuou em Isso é o que ela pensa e Tempo de comédia e que acaba de estrear na direção de Afogando em terra firme, passou um período, em 2011, fazendo um estágio de direção ao lado de Ayckbourn, em Scarborough, na montagem de Neighbourhood Watch. Em abril do ano passado, estive em Londres no período em que o espetáculo estava em cartaz, no Espaço Cultural Tricycle, mas infelizmente não consegui assistir. Muniz e a atriz Lavínia Panuzzio participaram de um documentário da BBC sobre o dramaturgo. Confira um trecho a seguir:


Em cartaz:

Afogando em terra firme
Teatro Jaraguá, em São Paulo
Sexta, às 21h30; sábado, às 21h; domingo, às 19h

Isso é o que ela pensa
Centro Cultural do Banco do Brasil, no Rio de Janeiro
De quinta à domingo, às 19:30, até 31 de março

Nenhum comentário: